Clube de Engenharia
Fundado em 1880

O que você procura?
Revista
Autores
Categorias
Subcategorias
Tags

Centro de Excelência em Inteligência Artificial para Energias Renováveis ficará na COPPE/UFRJ

Unidade da Ilha do Fundão terá como missão desenvolver pesquisas científicas, tecnológica e inovação, orientadas à resolução de problemas, com IA

A Coppe/UFRJ sediará o Centro de Excelência em Inteligência Artificial para Energia Renováveis, que foi proposto pela instituição e aprovado em chamada da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) para a criação de Centros de Pesquisa Aplicada (CPA) em Inteligência Artificial. A iniciativa foi lançada em 2021, no âmbito de um convênio de cooperação científica e tecnológica com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Ministério das Comunicações (MCom) e o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br).

Ao todo, foram selecionadas quatro propostas que resultarão na implantação de dois centros em Pernambuco, um em São Paulo, e um no Rio de Janeiro, sediado na Coppe. Todos eles terão como missão desenvolver pesquisas científicas, tecnológica e inovação, orientadas à resolução de problemas, com IA. Cada CPA será contratado por um período de cinco anos renováveis por mais cinco anos, de acordo com os resultados mensurados. As pesquisas realizadas nos CPAs devem ser ousadas, de excelência internacional em Inteligência Artificial. Além disso, suas atividades também devem contribuir substancialmente para a formação de recursos humanos qualificados em Inteligência Artificial para o Brasil.

Com coordenação do professor Alvaro Coutinho, do Núcleo de Atendimento a Computação de Alto Desempenho (Nacad), o centro funcionará nas dependências do Laboratório de Métodos Computacionais em Engenharia (Lamce), ao qual está acoplado o supercomputador Labo Carneiro. O objetivo é avançar e implantar ferramentas e processos de IA para a transição energética, envolvendo as energias renováveis. A missão é consolidar, em cinco anos, a primeira plataforma multidisciplinar de excelência em inteligência artificial voltada para potencializar a liderança brasileira em energias renováveis, a exemplo de outras Iniciativas semelhantes como as do NSF AI Institute for Dynamic Systems e NSF AI Institute for Foundations of Machine Learning, que são dedicados ao aprendizado científico de máquina.

Entre os desafios científicos de longo prazo, Alvaro aponta a promoção de uma inovação sistêmica que reúna digitalização, descentralização e eletrificação no setor de energia renovável. O professor explica que no centro serão explorados aplicações e benefícios relevantes da inteligência artificial para previsão e operação nas energias renováveis eólica, solar, biomassa e hidrogênio. Entre outras metas estão contribuir para a redução das incertezas sobre as aplicações de hidrogênio verde, e para a produção de energia de biomassa ambiental, social e economicamente sustentável.

De acordo com o professor da Coppe, uma das intenções do centro é ajudar o Brasil a cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e as metas climáticas do Acordo de Paris. Além disso, visa também contribuir para a formação de recursos humanos qualificados capazes de avançar no uso da inteligência artificial para o desenvolvimento de tecnologias contemporâneas em energias renováveis.

O orçamento do centro é de cerca de 29 milhões, somando o investimento da FAPESP, a infraestrutura da Coppe, e das instituições parceiras: Repsol Sinopec do Brasil, Phdsoft e TDE. Também fazem parte da composição orçamentária, a infraestrutura do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) e do Parque Tecnológico Itaipu, além de aporte da Faperj.

Os outros três centros comtemplados foram

Centro de Pesquisa em Engenharia Ciência de Dados para a Indústria Inteligente (CDI2), sediado em três unidades: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (ICMC/USP), Instituto de Computação da Universidade Estadual de Campinas (IC/UNICAMP) e Instituto Avançado para Inteligência Artificial (AI2/UNESP).

Centro de Excelência em Inteligência Artificial para Segurança Cibernética, com sede no Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco (CIn/UFPE).

PRAIA Educação – Pesquisa realmente Aplicada em Inteligência Artificial: educação para a 4a revolução industrial, instalado no Centro de Informática/CIn/UFPE.

Print Friendly, PDF & Email

Recomendado

Próximos Eventos

  • Anuncie Aqui

  • Se você viu, seu cliente também verá!

  • Fale Conosco

    Print Friendly, PDF & Email
    Inscrição

    Enviar Carta