Editorial: Soberania energética

Soberania energética

Diretoria

O destaque dessa nova revista, corroborado pelos artigos nela desenvolvidos, recai nas discussões relacionadas à área energética e à soberania nas implementações nesse importante setor que movimenta toda economia de um país de vastas dimensões como o nosso. Decisões técnicas e políticas do passado vêm fragilizando a geração e distribuição eficaz de energia no momento atual de transições tecnológicas e climáticas. É, portanto, oportuna uma avaliação dos caminhos e esboçar alternativas de mudança, para dar ao Estado brasileiro maior clareza na condução desses aspectos técnicos, no intuito de não permitir a reincidência de falhas como as ocorridas recentemente, e encaminhar um planejamento integrado, abrangendo todas as possibilidades tecnológicas em nossa matriz energética, e principalmente na definição do papel efetivo da Eletrobras neste contexto. Dessa maneira, o Clube de Engenharia apoiou e participou da realização, em suas dependências, de importante evento para identificar as melhores ações a serem recomendadas.

Nesse seminário realizado no último dia 23 de novembro, especialistas e representantes da sociedade civil fizeram um contundente diagnóstico não só da maior empresa de energia elétrica do país como de todo o setor. É um cenário de contínuo desmantelamento nas últimas décadas, caracterizado principalmente pela fragmentação de uma estrutura que perde integração e  que carece de um direcionamento planejado. Por isso, os participantes unanimemente defenderam a revisão da privatização da Eletrobras e a recuperação do papel do Estado como planejador, a fim de melhorar a qualidade de vida dos mais pobres e de proporcionar previsibilidade e segurança energética para os agentes econômicos.

A nível local, retratamos o esforço de professores e pesquisadores de verem reconhecido pela Unesco o geoparque Costões e Lagunas no estado do Rio de Janeiro. Preenchido todos os requisitos da candidatura, destacados os atributos da região, que geologicamente se assemelha ao continente africano, reforçando as evidências dessa separação há milhões de anos atras, poderão contribuir decisivamente para o incremento do turismo regenerativo, de apropriação de recursos para o aprofundamento dos estudos, e mais um ganho para situar o país no cenário de preservação ambiental.

Em outro segmento, destacamos a realização de evento que delineou como as aplicações de inteligência artificial já encontram campo também na área de manutenção de equipamentos e sistemas. Softwares de manutenção, impulsionados por inteligência artificial, encontram uma melhora na eficiência de predição de falhas, baseados em dados dinâmicos, chegando ao ponto de estimar com exatidão quando um determinado dispositivo irá falhar. Segundo especialistas, a inteligência artificial aplicada à manutenção é um caminho sem volta. 

No mês da comemoração da consciência negra, nossa homenagem vai a Thedoro Sampaio, pioneiro negro da engenharia brasileira. Com obras em diversas áreas da engenharia, geografia e geologia, e com passagem importante na política baiana, na oportunidade em que se elegeu deputado federal, esse ilustre engenheiro literalmente traçou uma história de criatividade e luta “que honra a engenharia brasileira”.  

No mais, outros artigos e matérias que procuram montar um mosaico de discussões nas áreas de meio ambiente, humanidades, curiosidades e novos materiais. Como sempre, o objetivo é motivar reflexões, aprofundar conhecimentos, e precipitar ações técnicas ou políticas que venham na direção da melhoria das condições de nossa sociedade.

A Diretoria 

Print Friendly, PDF & Email

SOBRE O AUTOR

Diretoria

Diretoria

Bio: Diretoria do Clube de Engenharia.

Fale Conosco

Print Friendly, PDF & Email
Enviar Carta
Inscrição