Clube de Engenharia
Fundado em 1880

O que você procura?
Revista
Autores
Categorias
Subcategorias
Tags
Editorial: Tragédia Gaúcha

Tragédia Gaúcha

Diretoria

Na elaboração da presente edição da revista, reformulamos toda sua estrutura pela recente tragédia que se abateu sobre o Rio Grande do Sul. Nossa atenção inicial se voltou para a ajuda aos desabrigados e no esforço de repor minimamente sua capacidade de sobrevivência frente à catástrofe que se impôs. O Portal do Clube de Engenharia tem repercutido a necessidade imperiosa do socorro emergencial à população local, que se traduz no enorme esforço de logística para o salvamento de pessoas, instalação de alojamentos provisórios, transporte e distribuição de suprimentos, e também dos recursos necessários para sua subsistência em período relativamente longo, se preparando para a fase de reconstrução.  

No entanto, sob o ponto de vista da engenharia, cabem algumas reflexões e análises mais profundas no sentido de avaliar onde os sistemas de contenção falharam e como poderiam ser implementadas melhorias. E dada a repetição dos últimos acontecimentos climáticos, como se poderia estabelecer uma forma de prevenção, que pelo menos possa minimizar e operacionalizar a nível nacional o atendimento das regiões onde vierem a ocorrer desastres da proporção que atingiu os nossos irmãos gaúchos. 

No acompanhamento das diversas propostas para a região de Porto Alegre, fica clara a necessidade de manutenção dos sistemas de contenção e escoamento que vêm sendo negligenciados em termos operacionais e de pessoal especializado, e de adoção de novas soluções que privilegiem a construção recomendada por especialistas do setor. Enfatizamos que a Engenharia Nacional está plenamente capacitada para estabelecer estratégias e mecanismos que não só possam diminuir os impactos iniciais das calamidades, mas também mitigar suas consequências.

Também neste número, estamos dando destaque à recuperação da Ceitec – Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada – única fabricante de chips em larga escala do país, que estava para ser liquidada desde o governo passado. Pelo simbolismo no entendimento da importância pela disputa geopolítica em que atualmente se alinham as principais potências mundiais, nossa inserção nesse mercado pode ser uma forma de atender nichos locais e regionais e vir a se capacitar para uma produção mais especializada internacionalmente.

Em outro tema bastante polêmico, abordamos a proposta do término das concessões da telefonia fixa, com o repasse dos bens reversíveis pertencentes à União, que compõem toda infraestrutura atual de telecomunicações em território nacional vinculada ao serviço, para as grandes Operadoras de Telecomunicações, com compromissos de que os valores desses bens sejam utilizados na ampliação da internet em nosso país, que ainda sustenta graus inaceitáveis de desigualdades regionais e sociais. Ocorre que estes bens vêm sendo subavaliados configurando verdadeiro escândalo em detrimento da sociedade brasileira. 

Enlutados e chorosos com as perdas gaúchas, mais uma vez declaramos nossa total solidariedade aos nossos irmãos. Sabendo da resiliência e combatividade do povo sulista, temos certeza que a recuperação logo virá e estaremos ombreados no empenho político e técnico na elaboração de propostas de recuperação e suas eventuais implementações.

Print Friendly, PDF & Email

SOBRE O AUTOR

Diretoria

Diretoria

Bio: Diretoria do Clube de Engenharia.

Fale Conosco

Print Friendly, PDF & Email
Enviar Carta
Inscrição