Estudo aponta que engenharia e matemática estão entre as profissões menos impactadas pela IA até 2032

Crédito: Freepik

Pesquisa também relacionou quais funções estão mais ameaçadas pela tecnologia

A Inteligência Artificial (IA) generativa — capaz de criar conteúdos a partir de dados já existentes —  está transformando diversas atividades e tende até a ameaçar algumas profissões, principalmente as que envolvem funções repetitivas. No entanto, estudo da empresa de educação Pearson, prevê que atividades que envolvem alta capacidade de análise crítica e conhecimento de cálculo, entre elas engenharias e matemática, serão as menos impactadas pela tecnologia na próxima década. As informações são da CNN Brasil, que teve acesso ao estudo intitulado “Skills Outlook: Gen AI Proof Jobs (Trabalhos à prova da IA generativa, em tradução livre)”.

Segundo o estudo, a IA generativa ainda é imprecisa em relação a cálculos, o que preserva e mantém a relevância de profissionais que dominam esse campo do conhecimento. Ela também não consegue substituir habilidades como criatividade, comunicação e liderança, habilidades associadas às chamadas soft skills e às funções de gerenciamento e administração. 

O estudo apontou quais seriam no Brasil os empregos que estão mais “à prova” dessa nova tecnologia, ranking que coloca técnicos e engenheiros, seguido de altos executivos, agentes de saúde pública e advogados, em boa posição.

“Atualmente, menos de 5% do tempo gasto por esses profissionais em certas tarefas poderiam ser automatizadas ou melhoradas pela tecnologia”, de acordo com o site.

As 5 profissões menos impactados pela IA no Brasil:

  1. Chefes Executivos — 3%
  2. Engenheiros Civis — 3%
  3. Técnicos de Engenharia Elétrica — 4%
  4. Oficiais de Políticas de Saúde Pública — 5%
  5. Advogados — 5%

Simultaneamente, no contexto global, atividades que envolvem tarefas técnicas e repetitivas — como agendar compromissos e atender e direcionar chamadas, por exemplo — já podem ser substituídas pela IA generativa.

As 5 profissões mais ameaçadas pela IA no Brasil

  1. Caixas — 33%
  2. Escrituração, Contabilidade e Auditoria — 32%
  3. Operadores de telemarketing — 31%
  4. Funcionários de faturamento, custos e taxas — 29%
  5. Cobradores e profissionais de sistemas de cobrança — 29%

Volte ao Engenharia em Pauta.

Print Friendly, PDF & Email

Fale Conosco

Print Friendly, PDF & Email
Inscrição

Enviar Carta