PUC-Rio é escolhida para elaborar Plano Nacional de Proteção e Defesa Civil

Universidade vai preparar projeto para o Ministério do Desenvolvimento Regional com o objetivo de mitigar tragédias provocadas por fenômenos meteorológicos

A Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) foi escolhida para elaborar o Plano Nacional de Proteção e Defesa Civil. A assinatura do contrato junto ao governo federal ocorreu no fim do mês de fevereiro para o início imediato dos trabalhos. A instituição vai atuar em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) na elaboração do projeto, produzido sob a coordenação da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec).

A Universidade trabalhará com o MDR na elaboração de diretrizes para a gestão de riscos e de desastres no Brasil, por meio do Laboratório Humanitarian Assistance and Needs for Disasters (LabHANDs) do Departamento de Engenharia Industrial do Centro Técnico Científico da PUC-Rio. Em parceria com o órgão do Poder Executivo, o LabHANDs desenvolverá métodos para a proteção da população a partir da junção de políticas públicas que envolvem saúde, meio ambiente, infraestrutura, administração de recursos hídricos e assistência social.

O Plano Nacional de Proteção e Defesa Civil reúne a ordenação de estratégias para a prevenção, mitigação, preparação, resposta e recuperação de desastres no país. O edital foi aberto pelo MDR para instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos que pudessem contribuir para a elaboração do projeto. A Universidade conquistou o edital no final de 2022.

Na PUC-Rio, o trabalho será liderado pela professora Adriana Leiras, do Departamento de Engenharia Industrial, e coordenadora do LabHANDs. De acordo com a pesquisadora, a necessidade de integrar a visão de diferentes atores estratégicos do MDR e o fator multidisciplinar do Plano é o principal desafio do projeto. Segundo Adriana Leiras, é preciso fazer um diagnóstico do atual cenário de riscos e considerar os principais desastres que têm acontecido no país. “O objetivo ao final é ter não apenas um plano nacional que integre os eixos de atuação da Defesa Civil, mas também uma minuta de decreto para institucionalização do projeto e uma estratégia para a difusão das propostas”, afirma a professora.

O edital para a criação do Plano foi aberto em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), da Organização das Nações Unidas (ONU), que busca a erradicação da pobreza e a redução significativa das desigualdades e da exclusão social.

O Plano Nacional de Proteção e Defesa Civil será executado sob a supervisão da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) e aplicado de maneira integrada pela União e pelos órgãos estaduais e municipais de todo o país. O projeto será desenvolvido por uma equipe técnica composta por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Universidade Metodista de São Paulo (Umesp) e Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Print Friendly, PDF & Email

Fale Conosco

Print Friendly, PDF & Email
Inscrição

Enviar Carta