Sete em cada dez brasileiros estão insatisfeitos com a infraestrutura do país

Brasil está em terceiro lugar no ranking dos menos satisfeitos, segundo Instituto Ipsos

Para a maioria dos brasileiros, os investimentos em infraestrutura estão deixando a desejar.  Quando perguntados se, como país, não estamos fazendo o suficiente para atender às nossas necessidades de infraestrutura, 73% dos entrevistados concordam com a afirmação, segundo pesquisa feita pelo Instituto Ipsos.

A insatisfação está acima da média global, que é de 56%. O país está atrás apenas da África do Sul e da Romênia, ambas com 78%. Os dados foram apurados por meio da pesquisa  “Global Infrastructure Index 2023”, realizada entre os dias 26 de maio a 9 de junho em 31 países.

Mudanças climáticas e economia

Sobre o aspecto de defesas contra inundações, no Brasil os entrevistados não acreditam que a infraestrutura do país seja boa, com taxa de aprovação de apenas 28%. Embora esteja na dentro da média global (30%), o país fica em 18° do ranking.

Enquanto isso, o brasileiro é o que mais crê que o investimento em infraestrutura pode ajudar na redução do impacto das mudanças climáticas (75%), além de acreditar que tal investimento ajuda para alavancar a economia (77%, 5º país que mais concorda com a afirmação). Em contrapartida, 75% dos entrevistados não acreditam que a atual infraestrutura conseguirá lidar com as consequências decorrentes das mudanças climáticas. O país fica somente atrás da África do Sul (80%), Argentina (75%) e Itália (75%) no ranking dos mais pessimistas.

Saneamento básico

Na questão de abastecimento de água e sistema de esgoto, a satisfação dos brasileiros se encontra dividida com 49%, ficando abaixo da média global de 54%. No ranking, o Brasil está na 21ª posição. Os países menos satisfeitos são: Peru (18%), Itália (28%) e África do Sul (29%). No TOP 3 aparecem Singapura (88%), Holanda (81%) e Austrália (74%).

Print Friendly, PDF & Email

Fale Conosco

Print Friendly, PDF & Email
Inscrição

Enviar Carta