O petróleo é nosso

A alta do preço dos combustíveis e a crise energética vivida pelo país foram tema de um ciclo de palestras, promovido pela Divisão Técnica de Petróleo e Gás (DPG). Desde dezembro do ano passado, foram realizados seis eventos com foco principal na cadeia dos combustíveis fósseis, mas houve espaço também para tratar de outras fontes, inclusive renováveis, que completam a matriz brasileira. O objetivo foi debater a perda de soberania sobre o setor e as consequências econômicas e sociais das políticas que vêm sendo adotadas.

Em dezembro, Pedro Augusto Pinho, que trabalhou na Petrobras por 26 anos, abordou o tema “Energia é mais que soberania, é a vida das sociedades”, expondo a fundo os malefícios das privatizações. “Petrobras como chave da soberania energética brasileira” foi o título da palestra do cientista político Felipe Maruf Quintas, que apontou para os riscos da desnacionalização do setor petrolífero.

Já em janeiro deste ano, uma nova etapa começou com a palestra do engenheiro químico Elie Abadie sobre “Panorama do refino no Brasil: venda das refinarias da Petrobras”. O professor de Direito da USP Gilberto Bercovici deu prosseguimento ao ciclo falando sobre “Nacionalização: necessidade e potencialidades”. Ele tratou dos aspectos jurídicos das privatizações e da desnacionalização da produção energética e apresentou antídotos para medidas inconstitucionais. A última palestra foi do engenheiro e professor Ildo Sauer, que tratou do tema “Crise dos combustíveis e da eletricidade, soberania e desenvolvimento nacional”, em que apresentou um panorama do setor e teceu críticas ao modelo adotado.

As palestras estão na íntegra do canal do Clube no YouTube.

Print Friendly, PDF & Email

Fale Conosco

Print Friendly, PDF & Email
Inscrição

Enviar Carta